domingo, 17 de julho de 2011

Ontem, era assim...


Fizeste a tua escolha e disseste-me para esquecer, esquecer todos os planos que, juntos, fizemos durante todo este tempo, como se os meus sentimentos se tratassem de um risco a lápis que qualquer borracha apaga com a maior das facilidades, se julgaste que iria ser assim, estavas enganado. Deixaste uma cicatriz no meu interior que, mesmo acabando por me habituar à sua dor, ficará para sempre como uma memória de todos os bons momentos partilhados. Agora, olho para trás e vejo todos os “sempres” que deixaste por entre promessas ou mesmo simples conversa, também os dizes a ela ou connosco era diferente? Talvez o lado único da nossa relação para ti não passasse do lado habitual. Contigo eu queria uma história com muitas páginas, sem um final mas, parece que, não foi, nem nunca será, possível.
Uma miúda apaixonada, um coração destruído, uma história inacabada.

5 comentários:

  1. Obrigada! :)
    Estive a ler vários dos teus posts e gostei bastante; vou seguir também ;)

    ResponderExcluir
  2. :\ é mesmo. as promessas, onde e que estão todas elas? será que foram só palavras ditas da boca para fora?
    força, toda a gente tem direito a encontrar um príncipe. Há um para toda a gente

    ResponderExcluir