quarta-feira, 16 de novembro de 2011

9 # Carta para alguém que magoas-te


Não devia ter partido quando disseste para me ir embora, devia ter continuado aí a mostrar-te que tudo era verdadeiro, que tudo valia a pena, mesmo não acreditando nisto. Não vale a pena quando tudo se torna em dúvidas, quando aparece a primeira desconfiança mas, mesmo assim, sei que deveria ter lutado. És talvez a pessoa a quem devo o maior pedido de desculpas, por todos os erros que cometi mas eu tinha de me ir embora, tal como pediste e eu fiz, ignorando as consequências e sem despedidas. Não podia continuar contigo por falta de sentimentos e excesso de dúvidas, teria a iludir-te ainda mais e tu sabes disso. Sei porque me mandaste embora, sei o medo que tinhas de não dar certo e saíres magoado mas também sei porque me pedes, agora, para voltar. A saudade tornou-se insuportável, preferes o medo de errar à saudade carregada de dúvidas do que poderia ter vindo a acontecer mas não posso voltar, não te quero voltar a iludir com promessas que já nem recordo, não te quero prometer um sentimento que não tenho. O tempo que a ti te fez perceber o quanto eu te era importante, a mim fez-me entender o quando esta relação foi um erro, tínhamos tudo para uma boa amizade mas preferimos estragar tudo com a tentativa de uma relação. Desculpa a minha partida, desculpa todas as lágrimas e toda a mágoa. Sempre que precisares de ajuda vou estar aqui, independentemente do passado que partilhámos.


A tua boca chamava de felicidade ao que os teus olhos tratavam por tristeza.

5 comentários:

  1. ahaha :p

    boyce avenue - last kiss (taylor swift)

    ResponderExcluir
  2. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Alma de poesia. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. olá gstei demais do teu blog
    to seguindo :D
    se gostar segue tbm:
    http://enredodeideias.blogspot.com/
    beeijo

    ResponderExcluir