quinta-feira, 18 de julho de 2013

Mundo ao contrário



Sinto-me vazia como se tudo tivesse perdido o sentido, como se os objectivos tivessem desaparecido e agora apenas andasse à deriva para ver o que acontece. Quero-te perto quando estas longe e longe quando estas perto, quero chorar quando tenho motivos para rir e rir quando tenho motivos para chorar, quero ser especial quando não sou nada e ser esquecida quando sou tudo. Quero sempre o oposto do que me dás porque sei que isso é apenas momentâneo, sei que se estiveres perto vai ser só por um instante, que se me fizeres sorrir depois me darás motivos para chorar e que se for especial vai ser só enquanto ela está ausente. Isto fez-me hesitar sempre em relação a ti, fez-me ter medo de confiar, fez-me proteger de uma forma que secalhar até te magoa mas isso não me interessa, se não saíres tu magoado, vou sair eu e tu nem sequer vais ter noção disso porque as lágrimas só escorrem quando já estás de costas viradas para mim. Preciso que mudes, que sejas constante e que venhas para realmente ficar, só assim é que eu também te prometo que fico.

5 comentários:

  1. parabéns pelo excelente trabalho , adorei!!!!
    segui (:

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto.. Percebo perfeitamente

    ResponderExcluir
  3. Alô ! Passei pelo teu cantinho para te dizer que vou eliminar o blog onde eras meu seguidor (caa-vidaempalavras.blogspot.pt). No entanto, já tenho outro novo. Deixo-te aqui o link, aguardo a tua visita e espero que me possas continuar a seguir também lá :)

    Link: caa-sentimentos-rotineiros.blogspot.com

    With Love, Cáa ஜ

    ResponderExcluir